Concelhos

O Rio Uíma em todo o seu esplendor pela paixão de Gracinda Sousa

pub

Uma paixão pelos rios resultou num livro escrito pela professora e escritora Gracinda Sousa e desenvolvido pelo Município de Santa Maria da Feira. A obra será lançada no dia 16 de março, às 17h00, na Biblioteca Municipal. “Diário de um Rio Apaixonado” apresenta o Rio Uíma desde o seu nascimento, dando a conhecer a biodiversidade local e deixando uma mensagem de consciência ambiental para os mais novos.

É uma oportunidade literária enraizada na paixão da escritora Gracinda Sousa de observar a riqueza da biodiversidade da flora e fauna do Rio Uíma, onde mora a borboleta pavão-diurno, o lagarto-de-água, o guarda-rios, a boga-do-norte, entre tantas outras espécies. Nascido num lugar chamado Duas Igrejas, em Romariz, o Rio Uíma faz o seu percurso, entre animais e árvores. E o livro-diário tem uma mensagem: “Nunca se esqueçam de amar os rios”.

Uma ferramenta que, além da sua natureza lúdica, tem também uma forte componente pedagógica, científica e de partilha de conhecimentos sobre os ecossistemas ribeirinhos, promovendo assim uma maior consciência ambiental. Destinada ao público infantil, o livro é ilustrado pelo designer Paulo Marcelo.

“O meu nome é Uíma”.E assim começa a história. Um livro para “ver com os olhos e as mãos” repleto de personagens que “seguem e sentem o trajeto do rio”. O objetivo é um “mergulho na onda mágica desta encantadora narrativa e seguir pelo rio fora, desde a nascente até à foz”, como diz Emídio Sousa, presidente da Câmara da Feira, num especial convite para as crianças, público-alvo da obra.

“Os rios, como bem público que são, precisam de ser preservados e acarinhados por todos. Para isso, estamos a unir esforços com várias entidades com responsabilidades nesta área para melhorarmos a qualidade da água dos rios do nosso concelho. Este é um dos eixos prioritários do nosso trabalho na área do ambiente. O outro é envolver a população neste desígnio e criar uma consciência ambiental em que cada um assuma a sua responsabilidade perante a natureza e os rios em particular”, sublinha Vitor Marques, vereador do Ambiente da Câmara da Feira. “Este livro é uma ferramenta de sensibilização e educação, promotora da cidadania, e um sinal da importância que o Município está a dar a esta questão”, acrescenta.

Maria Gracinda Coelho de Sousa é autora de várias obras na área da literatura para a infância, versando temáticas tão diversificadas como a educação ambiental, património histórico e identitário, questões socioeducativas e de diversidade cultural; além de dois livros de poesia e um romance. Natural de Fiães, é professora aposentada de Língua Portuguesa e Francesa, licenciada em Filologia Românica e Mestre em Ciências da Educação e Diversidade Cultural, com curso de Especialização em Administração Escolar.


Palavras-chave: , , ,

Concelhos - Março 6, 2019

Relacionados

“Sinfoniónico”: Concertos comentados para famílias

Três peças majestosas da história musical serão apresentadas e comentadas no próximo dia 31 de março, às 11h30, no Cineteatro António Lamoso. O evento “Sinfoniónico” é dedicado às famílias e abre o leque da música clássica e dos grandes compositores. O maravilhoso e complexo universo da música sinfónica abrirá as partituras às famílias, no próximo […]

PAPC envolve mais associações culturais do concelho

Foram recentemente celebrados entre a Câmara de Santa Maria da Feira e 27 associações culturais do concelho, os protocolos de parceria, no âmbito do Programa de Apoio a Projetos Culturais (PAPC), assinalando-se um aumento crescente da participação de associações neste programa municipal. O PAPC, implementado em 2015, foi pensado como um instrumento de desenvolvimento do […]

Mais de 130 mil euros atribuídos ao associativismo desportivo

No âmbito do Programa de Apoio ao Desporto, a Câmara de Santa Maria da Feira aprovou 10 candidaturas apresentadas pelo associativismo desportivo do concelho, disponibilizando, para o efeito, uma verba global de mais de 130 mil euros. Neste âmbito, o Sport Ciclismo de S. João de Ver (40 320 euros), o Centro Desportivo e Cultural […]