Política

“Difamação contra o PCP”

pub

A Direcção Regional de Aveiro (DORAV) do PCP reuniu no início do mês para analisar o atual quadro político. A estrutura política chamou a atenção para as ações de luta desenvolvidas, discutiu e programou o trabalho e intervenção do partido no distrito, em particular na preparação dos atos eleitorais de 2019.

Para a DORAV, a situação política continua marcada por sinais contraditórios. “Persiste a campanha de manipulação, difamação e mentira contra o PCP, no âmbito de uma operação mais vasta dirigida pelo grande capital contra o próprio regime democrático. É neste âmbito que se assiste à promoção de concepções reaccionárias ou mesmo de branqueamento do fascismo; se criam, aproveitam e exploram situações de insegurança, violência, corrupção, degradação de serviços, com o propósito de criar climas de apatia, de indiferença, de descrença na política e na luta organizada, que conduzam à aceitação de medidas securitárias, restrição de liberdades e direitos, desmantelamento e privatização das funções sociais do Estado”, refere, em comunicado.

“O papel determinante do PCP nos avanços até agora conseguidos na defesa, reposição e conquista de direitos, é, de facto, uma afronta ao grande capital, porque não desistiu de lutar por mais avanços, nomeadamente pela valorização geral dos salários, pelo aumento do salário mínimo nacional para 650 euros nos setores público e privado, pela revogação das normas gravosas das leis laborais, pela defesa e valorização dos serviços públicos; porque se bate por uma política alternativa patriótica e de esquerda, que responda aos problemas nacionais, eleve as condições de vida do povo e crie condições para o desenvolvimento soberano do nosso país”, acrescenta.

O PCP vai continuar a sua luta em várias frentes, tendo em conta as “batalhas eleitorais muito exigentes e com um importante peso e influência na evolução próxima da vida política nacional e que apelam a uma grande entrega e empenhamento, desde já, de todos os comunistas e ativistas do distrito, nas tarefas da dinamização, concretização e de esclarecimento da campanha eleitoral da CDU”. Este mês, há uma manifestação nacional de mulheres convocada pelo MDM para o dia 9 e a Manifestação Nacional da Juventude Trabalhadora a 28 de Março. Há ainda as comemorações do 45.º aniversário do 25 de Abril e a grande Jornada do 1.º de Maio, convocada pela CGTP-IN.


Palavras-chave: ,

Política - Março 5, 2019

Relacionados

CDU valoriza passe único em Espinho

A CDU esteve na estação de comboios de Espinho numa iniciativa de valorização da entrada em vigor do passe único desde o dia 1 de abril. A ação contou com a participação do candidato às eleições do Parlamento Europeu, Francisco Gonçalves. Para a CDU, no distrito de Aveiro, a medida “tem, para já, efeitos apenas nas […]

Professor da Feira na lista da CDU

A lista da CDU às eleições ao Parlamento Europeu, que se realizam no próximo dia 26 de maio, já foi apresentada. Um dos integrantes da lista é Francisco Gonçalves, residente em Rio Meão, Santa Maria da Feira. O candidato tem 48 anos e é professor do Agrupamento de Escolas de Arouca desde 1997. É também […]

Uma “negociata” com a P. Parques

O acordo que poderá ser assinado entre a Câmara de Santa Maria da Feira e a P. Parques, concessionária do estacionamento da cidade, demonstra, segundo a CDU, “a falta de capacidade de gestão do executivo laranja da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira liderado por Emídio Sousa”. Em comunicado, a CDU lembra que a […]