Adolfo Luxúria Canibal, António Chaínho, André Gago, São José Lapa na próxima edição do Poesia à Mesa, em São João da Madeira

pub

O Festival Poesia à Mesa está preparado para percorrer a cidade de São João da Madeira. O programa completo do evento é apresentado na segunda-feira, 25 de fevereiro, e a iniciativa arranca a 1 de março.

A Lisbon Poetry Orchestra abre o programa da 17.ª edição da Poesia à Mesa, um festival de homenagem a autores de língua portuguesa que decorre, de 1 de março a 5 de abril, em São João da Madeira.

Ao longo do evento, figuras públicas como o jornalista Nicolau Santos, o músico Adolfo Luxúria Canibal e a atriz São José Lapa dão voz às palavras dos poetas, juntando-se a grupos de declamadores locais.

Quanto ao espetáculo de abertura, agendado para 1 de março, às 22h00, a Lisbon Poetry Orchestra convida outros artistas, das mais variadas áreas, para celebrar e interpretar poesia, numa viagem verdadeiramente única, à descoberta e reinvenção da palavra dita, que terá como palco a Casa da Criatividade.

Outro momento que vai marcar a edição deste ano da Poesia à Mesa acontece a 16 de março, as 22h00, no auditório dos Paços da Cultura. Trata-se de “Poesia & Jazz”, uma experiência que se traduz em poesia dita pelo jornalista Nicolau Santos sobre uma base musical de ambiente jazzístico da responsabilidade do Quarteto de Manuel Lourenço e da voz de Cláudia Franco.

Dois pontos altos em cada edição deste evento são a Peregrinação e o Serão Poético, sempre em duas noites consecutivas. Este ano, o primeiro desses momentos decorre 22 de março, tendo como ponto de partida a Biblioteca Municipal, e contando com a presença do carismático Adolfo Luxúria Canibal, vocalista e fundador da banda Mão Morta.

A 23 de março, o segundo desses momentos de referência vai ter lugar na Casa da Criatividade, reunindo dois ícones da cultura nacional: a atriz e encenadora São José Lapa e o guitarrista e compositor, Mestre António Chaínho. Num Serão Poético desprovido de formalidades e conduzido pelo poeta José Fanha e pelo performer Paulo Condessa, a música e a poesia ganham forma na pureza do dedilhado do embaixador da guitarra e na emoção das palavras de uma grande senhora dos palcos.

Na apresentação da Poesia à Mesa 2019, que acontece na próxima segunda-feira, 25 de fevereiro, às 16h30, nos Paços da Cultura, serão reveladas todas as novidades deste ano, nomeadamente quais os seis poetas homenageados nesta edição e como as suas palavras irão ao encontro das pessoas em diferentes locais da cidade.

Foto: Lisbon Poetry Orchestra


Palavras-chave: , , , ,

- Fevereiro 20, 2019

Relacionados

Manhã sem carros na Avenida Dr. Renato Araújo no dia 24

A recuperação da qualidade ambiental das cidades é um tema premente, por esse motivo, o município São João da Madeira lança esta iniciativa e vai encerrar ao trânsito a Avenida Dr. Renato Araújo, entre a rotunda do hospital e Largo do Souto, em ambos os sentidos. Os carros darão lugar às pessoas e às inúmeras […]

A poesia está em todo o lado em São João da Madeira. Nas fábricas, no mercado, nos restaurantes, nos bares, no centro de saúde, nas cordas e autocarros

São João da Madeira já respira poesia. A 17.ª edição do Poesia à Mesa anda por vários locais da cidade até 23 de março. O Festival divulga um vasto conjunto de poetas e suas obras, através de ações em locais e contextos poucos habituais, aumentando o gosto pela poesia e estimulando os hábitos de leitura […]

Copos biodegradáveis evita consumo de 1600 garrafas de plástico

A água disponibilizada aos participantes na edição deste ano do Carnaval das Escolas de São João da Madeira foi distribuída em copos biodegradáveis de cana de açúcar. Esta opção por uma solução amiga do ambiente evitou o consumo de, pelo menos, 1600 garrafas de plástico, tendo por referência o número das que foram entregues no […]