Concelhos

Alunos têm aulas sobre cuidados na alimentação fora de casa

pub

Abordar, discutir e desenvolver atividades relacionadas com a prática de uma alimentação saudável, alargando os conhecimentos dos alunos e desmistificando barreiras sobre determinados alimentos, nomeadamente frutas, legumes e peixe, são os objetivos gerais do programa “Crescer Bem e Saudável”, integrado no Projeto Educativo Municipal de São João da Madeira.

Nesta segunda-feira, foi a vez da Escola EB 2/3 de São João da Madeira receber mais duas sessões do programa, dinamizadas pela técnica superior de Nutrição da câmara municipal. Foram abordados diversos temas como os cuidados a ter, por parte dos alunos e das suas famílias, para uma alimentação saudável fora de casa, seja na cantina, no bar ou com o recurso a marmita.

Na abertura da primeira dessas sessões, que contou com a presença da vereadora da Educação, Irene Guimarães, ficou bem vincado que uma alimentação equilibrada é essencial para uma saúde melhor e para uma maior qualidade de vida, contribuindo, no caso concreto dos alunos, para o seu sucesso escolar.

A autarquia sanjoanense atribui grande importância a iniciativas como esta, tendo até em atenção os dados do 2.º Inquérito Nacional e de Atividade Física (2015-2016), que revelam, por exemplo, que 95% da população consome açucares simples acima do limite recomendado pela Organização Mundial de Saúde.

Esses e outros números foram apresentados nestas sessões, refletindo o muito que há ainda a fazer em Portugal nesta matéria, para a qual o Município de São João da Madeira, em articulação com as escolas, olha com particular atenção, apostando na promoção de uma alimentação saudável, assim como na valorização do exercício físico nos estabelecimentos de ensino da cidade.

Recorde-se que, no presente ano letivo, a Câmara de São João da Madeira destacou professores de Educação Física para coadjuvarem os docentes titulares numa hora semanal dedicada à ginástica, para além das aulas no âmbito das Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC).

Refira-se ainda que, na recente interrupção letiva do Natal, cozinheiras e ajudantes de cozinha das Escolas de São João da Madeira – do pré-escolar ao ensino secundário – frequentaram uma ação de formação no auditório do Museu da Chapelaria, tendo em vista, nomeadamente, a diminuição gradual da quantidade de sal adicionada à sopa.


Palavras-chave:

Concelhos - Janeiro 28, 2019

Relacionados

Circuito de arte urbana do Hat Weekend lançado a 9 de abril

O festival do chapéu de São João da Madeira já mexe e a 9 de abril há uma conversa com artista Andrés Lozano. Em julho, o Hat Weekend – Festival do Chapéu regressa a São João da Madeira para celebrar novamente o chapéu e a tradição da indústria chapeleira da região, numa organização da câmara municipal, com […]

Festival de cerveja artesanal regressa à Oliva Creative Factory. São mais de 120 estilos, clássicos e atuais, irreverentes e experimentais

O Oliva Beer Mind, festival internacional de cerveja artesanal, está de regresso a São João da Madeira. Na terceira edição, o festival coloca a região no epicentro da cultura produtiva deste setor nacional. O evento abre ao público nesta sexta-feira, 29 de março, pelas 18h00, nas instalações da Oliva Creative Factory, onde prossegue no sábado (das […]

Mercado Municipal de São João da Madeira vai entrar em obras. Empreitada custa mais de 1,3 milhões de euros. Câmara explica mudanças aos comerciantes

A autarquia de São João da Madeira adjudicou, na última reunião de câmara, a empreitada de reabilitação do edifício do Mercado Municipal da cidade. A câmara promoveu reunião de trabalho com projetistas e comerciantes, para apresentação da empreitada. Trata-se de um investimento superior a 1,3 milhões de euros que tem como objetivo requalificar e modernizar […]