Política

PSD coloca Arouca-Feira na agenda

pub

Os deputados do PSD eleitos pelo círculo de Aveiro visitaram esta segunda-feira, a convite da estrutura local do partido, duas empresas da Zona Industrial de Escariz, concelho de Arouca, para melhor compreender as necessidades dos empresários e voltar a colocar a conclusão da via Arouca-Feira na agenda. António Topa, Amadeu Albergaria e Helga Correia passaram pela Ofimolde e pela Tecnobento para se inteirarem dos constrangimentos que se colocam às empresas. As acessibilidades surgem no topo da lista.

A falta de mão de obra é outra das dificuldades comuns sentidas pelas duas empresas visitadas, tendo sido notada a falta de formação profissional orientada para as áreas de cada uma. Não estando propriamente localizadas no interior, ainda há constrangimentos na área da energia, num dos casos, e no fornecimento de internet, noutro caso.

Mas são as acessibilidades que estão à frente das prioridades. O presidente da estrutura local do PSD, Rui Vilar, recorda que “passou mais de um ano desde a famosa promessa do Entroncamento, mais uma anunciada com pompa e circunstância ao bom estilo socialista, mas, até ao momento, a via Arouca-Feira continua parada e sem qualquer novidade”.

Na ocasião, Rui Vilar recordou que os vereadores do PSD têm questionado continuamente sobre o assunto nas reuniões quinzenais, sendo que a única coisa que a presidente de câmara responde é que “fala todos os dias com o governo, sem qualquer novidade”.

O líder da bancada do PSD na Assembleia Municipal, Óscar Brandão, e o eleito Artur Miler, também acompanharam a visita à Zona Industrial de Escariz, tendo aquele sublinhado que “também no órgão deliberativo o PSD tem constantemente questionado sobre a variante Arouca-Feira, mas o que nos parece é que da parte do governo, Arouca tem sido completamente ignorada na sua principal preocupação”.

Por seu turno, o coordenador dos deputados do PSD/Aveiro, António Topa, manifestou solidariedade com os empresários visitados. “Não podemos conceber que empresários que tanto investem em capital humano e tecnologia, contribuindo decisivamente para a economia, possam, nos dias de hoje, sentir dificuldades em questões tão básicas, como as acessibilidades, a energia ou a internet”, referiu o deputado aveirense, no final da visita desta segunda-feira, garantindo que o seu partido fará o que estiver ao seu alcance para mitigar as dificuldades sentidas.

A Ofimoldes dirige a sua atividade principal para a produção de moldes de solas para calçado. Já a Tecnobento, é uma empresa com experiência comprovada na conceção, produção, instalação e manutenção de máquinas e equipamentos para as indústrias alimentares, de bebidas, lacticínios, química e farmacêutica e tratamento de águas.


Palavras-chave: , , ,

Política - Junho 27, 2018

Relacionados

516 Arouca. Este é o nome da maior ponte pedonal do mundo, já em construção nas imediações dos Passadiços do Paiva

A 516 Arouca, a maior ponte pedonal suspensa do mundo, foi apresentada na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, no espaço do Turismo do Porto e Norte de Portugal. A 516 Arouca esteve em destaque no stand do Arouca Geopark, com um módulo parcial da ponte, e disponível para sessões fotográficas. A ponte foi também […]

Arouca Geoparque está na feira de turismo de Berlim até domingo

O Arouca Geopark marca presença na ITB Berlim 2019, que decorre até domingo na capital alemã. Considerada o ponto de encontro entre os melhores destinos do mundo e das grandes tendências de mercado turístico, esta feira reúne 10 mil expositores de 181 países representados por mais de 110 mil profissionais de turismo do mundo inteiro […]

“O Governo cativou a educação”

O deputado do PSD Amadeu Albergaria deu as escolas Secundária Dr. Celestino Gomes, de Ílhavo, a Escola Básica e Secundária de Fajões, de Oliveira de Azeméis, e a Escola Secundária de Esmoriz, de Ovar, como exemplos de quanto o Governo “desinvestiu na educação”. Falando no plenário no encerramento do debate sobre o investimento na educação, […]