Política

PCP não quer portagens na A25 e A29

pub

A Assembleia da República votou esta sexta-feira os projectos de resolução apresentados pelo PCP para a abolição de portagens nas ex-Scut, incluindo na A25 e na A29. “A introdução de portagens nas chamadas Scut, para além de não resolver nenhum problema de ordem financeira, constituiu uma tremenda injustiça para as populações afetadas”, refere o PCP de Aveiro.

A estrutura política defende que a eliminação das portagens nessas “é uma medida de elementar justiça” e não percebe que PS, PSD e CDS “escolham, uma vez mais, ignorar esta situação e inviabilizar a aprovação das propostas do PCP. “E inconcebível e demagógica é a posição do CDS e PSD quando o que têm para contrapor – e só aos aveirenses – é a ‘deslocação’ do chamado ‘pórtico do Estádio’ – embora não se saiba para onde – ou então o ‘estudo de alternativa’ – mas continuando a pagar, naturalmente”, sublinha, em comunicado.

As portagens, segundo o PCP aveirense, “tem conduzido ao agravamento da situação económica de muitas empresas e dificulta em muito a vida de inúmeras pessoas que utilizam esta via para se deslocar diariamente para o trabalho ou para ter acesso aos raros serviços públicos, também eles fortemente penalizados com as opções políticas de sucessivos encerramentos de escolas, tribunais, hospitais e centros de saúde”. “Tem contribuído para o aumento do tráfego rodoviário, incluindo de pesados, nas vias secundárias e urbanas, com forte perigo para a circulação automóvel e pedonal”, acrescenta.


Política - Fevereiro 8, 2019

Relacionados