Concelhos

Alunos têm aulas sobre cuidados na alimentação fora de casa

pub

Abordar, discutir e desenvolver atividades relacionadas com a prática de uma alimentação saudável, alargando os conhecimentos dos alunos e desmistificando barreiras sobre determinados alimentos, nomeadamente frutas, legumes e peixe, são os objetivos gerais do programa “Crescer Bem e Saudável”, integrado no Projeto Educativo Municipal de São João da Madeira.

Nesta segunda-feira, foi a vez da Escola EB 2/3 de São João da Madeira receber mais duas sessões do programa, dinamizadas pela técnica superior de Nutrição da câmara municipal. Foram abordados diversos temas como os cuidados a ter, por parte dos alunos e das suas famílias, para uma alimentação saudável fora de casa, seja na cantina, no bar ou com o recurso a marmita.

Na abertura da primeira dessas sessões, que contou com a presença da vereadora da Educação, Irene Guimarães, ficou bem vincado que uma alimentação equilibrada é essencial para uma saúde melhor e para uma maior qualidade de vida, contribuindo, no caso concreto dos alunos, para o seu sucesso escolar.

A autarquia sanjoanense atribui grande importância a iniciativas como esta, tendo até em atenção os dados do 2.º Inquérito Nacional e de Atividade Física (2015-2016), que revelam, por exemplo, que 95% da população consome açucares simples acima do limite recomendado pela Organização Mundial de Saúde.

Esses e outros números foram apresentados nestas sessões, refletindo o muito que há ainda a fazer em Portugal nesta matéria, para a qual o Município de São João da Madeira, em articulação com as escolas, olha com particular atenção, apostando na promoção de uma alimentação saudável, assim como na valorização do exercício físico nos estabelecimentos de ensino da cidade.

Recorde-se que, no presente ano letivo, a Câmara de São João da Madeira destacou professores de Educação Física para coadjuvarem os docentes titulares numa hora semanal dedicada à ginástica, para além das aulas no âmbito das Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC).

Refira-se ainda que, na recente interrupção letiva do Natal, cozinheiras e ajudantes de cozinha das Escolas de São João da Madeira – do pré-escolar ao ensino secundário – frequentaram uma ação de formação no auditório do Museu da Chapelaria, tendo em vista, nomeadamente, a diminuição gradual da quantidade de sal adicionada à sopa.


Palavras-chave:

Concelhos - Janeiro 28, 2019

Relacionados

42 originais de poesia disputam Prémio João da Silva Correia

O júri do Prémio Literário João da Silva Correia vai analisar 42 originais de poesia para definir o vencedor da mais recente edição deste concurso lançado pela Câmara Municipal de São João da Madeira, cujo prazo para envio de obras se iniciou em dezembro do ano passado e terminou no dia 18 de janeiro deste […]

Encontro Nacional da Rede Portuguesa das Cidades Educadoras a 8 de fevereiro na Torre da Oliva

São João da Madeira recebe o Encontro Nacional da Rede Portuguesa das Cidades Educadoras no dia 8 de fevereiro. Pela primeira vez, a câmara sanjoanense organiza este encontro e a sessão de abertura está marcada para as 9h45 na Torre da Oliva, contando com a presença do presidente da autarquia, Jorge Sequeira. O programa contempla a […]

32 rotundas decoradas à Natal, votação até 6 de janeiro

Ao todo são 32 rotundas que se encontram decoradas no âmbito do concurso que a Câmara de São João da Madeira promove nesta época do ano e que regista a participação de associações, escolas e outras instituições. Esta edição conta com duas novidades relativamente às anteriores, já que a iniciativa passou a contar com um […]