Política

CDS/Feira: “má gestão” nas Uniões

pub

“O descontentamento das populações nas uniões de freguesia não é por falta de meios, mas por uma má gestão dos executivos que as gerem”, considera o CDS de Santa Maria da Feira, no rescaldo de um colóquio sobre o tema da agregação de freguesias que organizou na Casa da Cultura de Gião, Santa Maria da Feira.

Rui Tavares, ex-candidato do partido à Câmara Municipal, foi um dos oradores no colóquio, tendo defendido que a reorganização administrativa promovida pelo governo PSD-CDS pecou por não ter levado em conta a questão das Juntas em concelhos de freguesia única e que existe uma duplicação de meios nas freguesias que são sede de município.

Em nota à imprensa, os centristas salientam os argumentos de outros intervenientes do evento, como o social-democrata Fernando Moreira que também atribuiu o descontentamento das populações das freguesias agregadas à forma como os executivos das Uniões de Freguesias administram esses territórios.

Já o socialista António Bastos, de acordo com a mesma nota, advogou a reversão de todas as freguesias agregadas e vincou a existência desnecessária de Juntas de Freguesia nas sedes de município.


Política - Janeiro 24, 2019

Relacionados