A melhor atração de aventura do mundo está em Arouca. Mais um prémio para os Passadiços do Paiva

pub

Os Passadiços do Paiva, nas margens do rio, em Arouca, são a melhor atração de aventura do mundo. A distinção foi anunciada neste sábado à noite, na cerimónia dos World Travel Awards, que teve lugar no Pátio da Galé, na Praça do Comércio, em Lisboa. Noite em que Portugal foi considerado, pela segunda vez, o melhor destino turístico do mundo.

Os Passadiços do Paiva, integrados no Arouca Geopark, continuam a não passar despercebidosÉ a beleza natural, todo o ambiente paisagístico, um rio sempre ao lado, uma construção de madeira que se encaixa na paisagem. Atributos não lhe falta. É a garganta do Paiva, a cascata das Aguieiras, a praia fluvial do Vau, a gola do Salto, a falha de Espiunca. São oito quilómetros de rara beleza num espaço que é Património Geológico da Humanidade, reconhecido pela UNESCO.

Os passadiços de Arouca conquistam assim mais um prémio. Mais um a juntar ao currículo onde já estão quatro distinções dos World Travel Awards: Melhor Projeto Europeu de Desenvolvimento Turístico nos últimos três anos e o de Melhor Atração Turística Europeia de Aventura neste ano. E não só. Este ano, conquistou o Prémio Guarda-Rios atribuído pela organização ambientalista GEOTA – Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e do Ambiente, e ainda a Medalha de Mérito Turístico – Menção Honrosa, do Turismo de Portugal, tutelado pelo Ministério da Economia.

“Fomos a votos com os melhores do mundo e vencemos”, refere a presidente da Câmara de Arouca, Margarida Belém, satisfeita com mais esta distinção. “Este é um galardão que contribui para a consolidação mundial da notoriedade, não só dos Passadiços do Paiva, mas também de todo o território Arouca Geopark que é, de forma inequívoca, um destino de natureza e de aventura de excelência”. “O prémio é também um reconhecimento mundial pelo trabalho que desenvolvemos no terreno e uma responsabilidade acrescida para continuarmos nesta dinâmica de darmos a conhecer os nossos recursos naturais, educando para a sua preservação”, acrescenta a autarca. Arouca fecha o ano “com chave de ouro”.

Os Passadiços do Paiva, abertos ao público desde 20 de junho de 2015, são uma singular obra de engenharia e arquitetura paisagista, que serpenteia o percurso do rio Paiva ao longo de mais de oito quilómetros. Até ao momento,  já foram visitados por quase um milhão de pessoas. No próximo ano, os passadiços arouquenses terão a maior ponte pedonal suspensa do mundo, nas imediações da cascata das Aguieiras.

 

 


Palavras-chave: , ,

- Dezembro 2, 2018

Relacionados

Jornadas de Ciência com Sobrinho Simões no programa

As Jornadas de Ciência de Arouca acontecem a 14 e 15 de dezembro. As sessões, de entrada livre, decorrem na Escola Secundária de Arouca e na Loja Interativa de Turismo de Arouca. A cidadania e a ciência, a consciência alimentar e a saúde, a ciência e a tecnologia ao serviço da inclusão, o conhecer, agir e […]

Lançado concurso para alojamento na ala sul do Mosteiro da vila

O Instituto do Turismo de Portugal lançou, nesta sexta-feira, o concurso público para a concessão da ala sul do Mosteiro de Arouca para instalação de uma unidade de alojamento. Os investidores têm agora 90 dias para se candidatarem. O Mosteiro de Arouca é um dos 33 imóveis inscritos no Revive, um programa conjunto dos ministérios […]

“Lendas e Histórias de Arouca” para ver e sentir no serão do Círculo

“Lendas e Histórias de Arouca” é o tema do próximo serão do Círculo de Cultura e Democracia, de Arouca. A atividade terá lugar na Biblioteca D. Domingos de Pinho Brandão, no Mosteiro de Arouca, no próximo dia 17 de novembro, pelas 21h00. A iniciativa, aberta a todos os “Contadores de Histórias” que desejem enriquecer a […]