Política

PSD atento a obras em Fajões

pub

Os deputados do PSD temem a perda de 1,5 milhões de euros protocolados para a Escola Básica e Secundária de Fajões. Os deputados sociais-democratas eleitos pelo círculo eleitoral de Aveiro viram com os próprios olhos o estado de degradação da Escola Básica e Secundária de Fajões, em Oliveira de Azeméis, que tem protocolados 1,5 milhões de euros para a reabilitação e que, segundo o PSD, “não avança por falta de vontade política da câmara municipal”. “As condições do estabelecimento de ensino são de tal ordem que só uma grande disponibilidade da comunidade educativa permite que atinja os resultados que vem obtendo”, refere o PSD numa nota enviada à imprensa.

O PSD recorda que o atual governo celebrou um acordo com o anterior executivo da câmara municipal para a execução das obras, então orçadas em 1,5 milhões de euros, sendo que dos 15 por cento da componente nacional seriam pagos em partes iguais pelo um município e pela DGEstE – Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares. “Sucede que a reformulação do projeto elevou a 1,9 milhões de euros o custo dos trabalhos, com a câmara municipal a mostrar-se indisponível para colaborar, pondo em causa o montante disponível, que pode estar em risco”, sublinham os deputados de Aveiro.

“É absolutamente inconcebível o que aqui assistimos. Torna-se revoltante percebermos as condições em que trabalha esta comunidade educativa, sabendo-se que há 1,5 milhões e euros disponíveis. A falta de vontade política da câmara municipal tem de ser desmascarada”, denunciou Helga Correia, deputada natural do concelho de Oliveira de Azeméis, no final da visita desta quinta-feira, que juntou os deputados Amadeu Albergaria e Susana Lamas, para além de autarcas locais, a comissão política do PSD e a vereação social-democrata.

Helga Correia sublinhou haver “um acordo celebrado entre o atual governo e o anterior executivo da câmara municipal, que trabalharam em conjunto pela resolução deste grave problema que afeta a região nordeste do concelho, que o atual executivo não pretende respeitar”. Para a deputada do PSD, “não restam dúvidas de que a bola está do lado da câmara municipal”, acreditando que o Ministério da Educação dirá sempre que “se a obra não avança é porque a autarquia não quer”.

A Escola Básica e Secundária de Fajões é sede de agrupamento que abrange a região nordeste do concelho de Oliveira de Azeméis, mas também acolhe alunos dos concelhos vizinhos de Santa Maria da Feira e de Arouca. Acolhe 537 alunos, 430 dos quais tomam as refeições diariamente na cantina, constituindo-se como o único agrupamento que tem visto aumentar o número de alunos, de forma contínua, ao longo dos últimos anos.

Segundo dados revelados na visita desta quinta-feira, a escola registou as melhores notas do concelho, colocando-se na quarta posição no distrito de Aveiro. Para os deputados do PSD, “estes números são a prova inequívoca da boa vontade de toda comunidade educativa, que trabalha, resignada, independentemente das condições que lhe são disponibilizadas”.


Palavras-chave: , ,

Política - Junho 8, 2018

Relacionados

Ápio Assunção morreu aos 71 anos

Ápio Assunção, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, morreu na manhã do último domingo. Tinha 71 anos, era natural de Pinheiro da Bemposta, onde irá hoje a enterrar pelas 16h00. O seu currículo político é extenso. Foi presidente da Junta de Freguesia do Pinheiro da Bemposta durante quase 20 anos. Entre 1997 e 2001, foi […]

Todos de acordo. Santa Maria da Feira deve voltar a ter 31 freguesias

Aprovada por unanimidade. A moção apresentada pelo BE pela reposição das freguesias extintas do concelho de Santa Maria da Feira foi consensual na última Assembleia Municipal. Antes da reorganização administrativa, o território feirense tinha 31 freguesias, depois das alterações encolheu para 21. “Este foi um processo desastrado e desastroso que importa reverter. É hoje inequívoco […]

Cheiro a Casqueira no parlamento

A deputada do PSD, Susana Lamas, desafiou o ministro do Ambiente a assumir uma estratégia que ponha fim ao problema ambiental gerado pela  “fábrica do Casqueira”, como é conhecida, que afeta populações de São João da Madeira, Santa Maria da Feira e Oliveira de Azeméis. Na discussão do Orçamento do Estado (OE) para 2019, a […]