Concelhos

Tribunal de Contas dá luz verde à requalificação do Esmoriztur

pub

Estão reunidas, finalmente, as condições para se iniciarem as obras de requalificação do Cineteatro Esmoriztur. O presidente da Câmara de Ovar, Salvador Malheiro, confirmou na reunião do executivo municipal desta quinta-feira, que o Tribunal de Contas emitiu visto favorável, pelo que a empreitada deverá arrancar muito em breve.

O autarca revelou ainda que a celebração da escritura de compra e venda do antigo Cineteatro de Ovar deverá acontecer em breve, agora que acaba de ser debelada a questão fiscal que retardava a formalização do “negócio” entre o Município e os proprietários do edifício.

A obra de requalificação da sala de espetáculos de Esmoriz foi adjudicada por 1,5 milhões de euros à construtora Binómio Elevado, de Paredes.

A intervenção conferirá as valências de cinema, teatro e sala de concertos e terá uma capacidade para 525 lugares. Os foyers permitirão a realização de exposições, pequenos concertos e apresentação de produtos. Não mexerá significativamente na estrutura, havendo lugar apenas à demolição de alguns compartimentos interiores, nomeadamente da ala nascente onde se encontrava o antigo restaurante. A Loja do Cidadão manterá o seu funcionamento autónomo.

No foyer nascente, do lado sul, nascerá uma cafetaria que tanto dará apoio ao auditório, como poderá ter um funcionamento autónomo, com as suas ligações diretas ao exterior, e eventualmente uma esplanada.

Com a reconfiguração deste foyer, garante-se ainda um acesso direto ao edifício a partir do parque de estacionamento.

A entrada de artistas irá processar-se pela parte norte do edifício (traseiras), com acesso ao backstage e à sala de aquecimento que ficará na cave. Esta configuração garante um uso autónomo deste espaço, por exemplo, com atividades culturais e de formação, não deixando de, sempre que necessário, funcionar como espaço de apoio aos espetáculos a decorrer no grande auditório.

O backstage permitirá dar maior profundidade ao palco e criar uma oficina para guarda cenários ou outros elementos cénicos e o projeto acautela ainda um acesso direto ao exterior para cargas e descargas.


Palavras-chave: , ,

Concelhos - Maio 18, 2018

Relacionados

Pavilhão de Mozelos tinha prazo de conclusão de 400 dias e já leva 200 de derrapagem

Em Mozelos, diz-se que é uma obra de Mafra. O caderno de encargos previa que o pavilhão municipal, no lugar do Murado, levasse 400 dias a ser erguido e colocado à disposição da comunidade. De prorrogação em prorrogação de prazo, solicitadas pelo empreiteiro e concedidas graciosamente pela Câmara Municipal, aos 400 dias já se somaram […]

Abstenção do PS na requalificação da Secundária de Esmoriz “fura” unanimidade no Parlamento

A abstenção dos deputados do PS eleitos pelo círculo de Aveiro na votação de projetos de resolução do PSD, BE, PEV, PCP e CDS na Assembleia da República que recomendavam ao governo a requalificação da Escola Secundária de Esmoriz desencadeou uma escalada de argumentos no espaço público à margem do Parlamento. Os deputados socialistas consideram […]

PS de Esmoriz quer que CIRA inclua Secundária na reprogramação dos fundos

O PS de Esmoriz reuniu com a comunidade escolar para tratar do dossiê da requalificação da Escola Secundária de Esmoriz. Nessa reunião, os representantes do PS explicaram que “cabe ao senhor Presidente da Câmara efetuar todas as diligências no sentido da CIRA [Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro] incluir a Escola no mapeamento da reprogramação […]