Concelhos

Munícipio integra projeto para reduzir poluição causada por odores

pub

São João da Madeira participa num projeto europeu que pretende reduzir a poluição causada por odores. D-NOSES é uma iniciativa inovadora que envolve nove países e é financiada pelo programa Horizonte 2020. Uma equipa da câmara sanjoanense esteve recentemente em Londres na reunião de arranque deste projeto europeu que quer mudar a forma como a poluição por odores é atualmente abordada em todos os níveis do governo (europeu, nacional e local).

Este projeto irá capacitar as comunidades locais afetadas pela poluição causada por odores tendo em vista impulsionar a mudança, apoiando-as na recolha de evidências sobre o problema. Uma vez identificado e caraterizado esse problema, os parceiros do D-NOSES trabalharão com as comunidades locais e outras partes interessadas com o objetivo de projetar possíveis soluções, numa abordagem inovadora de cocriação.

Pretende-se que os resultados do D-NOSES sejam tidos em consideração nos planos futuros para reduzir a poluição causada por odores, que contribuam para o desenvolvimento de um quadro padrão em termos de regulamentação e que influenciem as políticas públicas a nível local, nacional e europeu.

Os cidadãos terão um papel muito relevante em vários casos práticos a nível local que serão desenvolvidos no âmbito do projeto, um dos quais em São João da Madeira, município que é uma das três entidades portuguesas que integram o consórcio, juntamente com o Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto (Lipor) e a Associação Portuguesa de Engenharia do Ambiente (APEA).

A “2GO OUT Consulting”, uma empresa com sede no Parque de Ciência e Tecnologia de São João da Madeira (Sanjotec), esteve envolvida na preparação da candidatura do D-NOSES, de cujo Advisory Board fazem parte três entidades portuguesas: a Agência Portuguesa do Ambiente, a Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território e a Universidade de Aveiro.

Financiado pela Comissão Europeia através do Programa Horizonte 2020, este projeto foi avaliado com nota máxima (15/15), tendo sido a única candidatura aprovada pela Comissão Europeia no aviso de concurso a que foi submetida.

Ao todo, estão envolvidos nesta rede D-NOSES (em inglês: Decentralised Network for Odour Sensing, Empowerment and Sustainability) 14 parceiros de oito países da União Europeia e o Chile, unidos no propósito de partilhar com o público conhecimento científico especializado na deteção e monitorização de odores.

O projeto D-NOSES tem a duração de três anos (de abril de 2018 a março de 2021) e um orçamento de cerca de três milhões de euros, financiado pelo Horizonte 2020, o Programa-Quadro Europeu para a Investigação e Inovação. O consórcio responsável pela sua implementação é coordenado pela Fundacion Ibercivis, de Espanha, e engloba parceiros desse país, da Alemanha, Áustria, Bulgária, Chile, Grécia, Itália, Reino Unido, além de Portugal.


Palavras-chave: ,

Concelhos - Maio 2, 2018

Relacionados

Câmara e agrupamentos de escolas estabelecem memorando de entendimento

A Câmara Municipal de S. João da Madeira e os três agrupamentos de escolas da cidade reuniram, no passado dia 18 de julho, no sentido de assinar um “Memorando de Entendimento”, no qual se assume a implementação de diversas medidas concretas tendo já em vista o próximo ano letivo. Esse documento, que traduz o entendimento […]

Gin regressa à Praça no início de setembro com edição especial dedicada aos anos 80

Os anos 80 são a inspiração temática da edição deste ano das “Gin Sessions”, marcadas para os dias 7 e 8 de setembro (sexta-feira e sábado) em S. João da Madeira, com a ampla Praça Luís Ribeiro transformada na maior pista de dança ao ar livre ao estilo dessa década inesquecível do século vinte. Tendo […]

Exposição na Oliva reúne trabalhos de utentes do Centro Hospitalar

O Centro de Arte da Oliva Creative Factory, em São João da Madeira, recebe a exposição “Normativos? talvez… não!”, que reúne as obras realizadas pelos Utentes da Unidade de Reabilitação Psicossocial, pertencente ao Departamento de Saúde Mental, do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV). O projeto, que tem como objetivo utilizar a […]