Política

BE exige obras no Hospital de São João

pub

O BE está preocupado com a paragem das obras no Serviço de Urgência do Hospital de São João da Madeira. Exige que as obras sejam retomadas rapidamente e pediu esclarecimentos ao Ministério da Saúde. O partido quer respostas sobre que medidas serão tomadas para que as obras se concluam o mais rapidamente possível e quando estarão prontas, quais os incumprimentos imputáveis ao empreiteiro, quais os critérios para a seleção desse empreiteiro, e se foram tidas em conta as condições que para o cumprimento do projeto e seus prazos.

“As instalações do serviço de urgência necessitam de intervenções, de forma a melhorar o circuito de triagem, o conforto dos utentes na sala de espera, o aumento do espaço e da capacidade na sala de observações e tratamentos, que neste momento funcionam em espaços pequenos e ficam facilmente lotadas”, sublinha. “Foi anunciado, há exatamente um ano, o projeto de investimento e requalificação do serviço de urgência do Hospital de São João da Madeira. Previa-se, na altura, que a obra demorasse dois meses. No entanto, um ano depois, as obras não foram concluídas. Estão paradas”, acrescenta.

Para o BE, esta situação temporária e provisória não pode prolongar-se e recorda que o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga já disse publicamente que “esta paralisação nas obras se deveu a ‘divergências entre o hospital e o empreiteiro’ porque, ainda segundo o mesmo responsável, o empreiteiro incumpria sistematicamente os prazos”. Dado o incumprimento, interromperam-se os trabalhos e um novo concurso terá de ser lançado para concluir a obra que está parada.

“Com a atual maioria parlamentar e com propostas apresentadas e discutidas em Assembleia da República, inclusivamente do Bloco de Esquerda, foi possível evitar a privatização da gestão deste hospital que o anterior Governo tinha colocado em curso. Foi possível ainda a reabertura do serviço de urgência. A sua reabertura tem melhorado a prestação de cuidados de saúde à população e tem melhorado a capacidade de resposta do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga”, lembra o BE.

 


Palavras-chave: , , ,

Política - Abril 20, 2018

Relacionados

BE reclama verbas para o CHEDV

O Bloco de Esquerda quer que o governo autorize investimentos urgentes no Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga (CHEDV), nomeadamente a aquisição de meios complementares de diagnóstico e de uma câmara de fluxo laminar para a preparação de medicamentos destinados a doentes oncológicos. “O Governo não pode continuar a condicionar o investimento no Serviço […]

BE apresenta projeto de resolução sobre Secundária de Esmoriz na Assembleia da República

O Bloco de Esquerda apresentou no Parlamento um projeto de resolução onde apela ao Ministério da que acione “todos os mecanismos que tem ao seu dispor para resolver, de imediato, através de uma intervenção de urgência”, os problemas que a Escola Secundária de Esmoriz apresenta e prepare uma intervenção estrutural. Subscrito pelos deputados Moisés Ferreira, […]

Dia Internacional do Enfermeiro com lanche e música no bar do hospital

O Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga assinalou o Dia Internacional do Enfermeiro. O conselho de administração do centro hospitalar prestou homenagem aos seus profissionais num momento de descontração e convívio durante um lanche no bar do Hospital São Sebastião. Os profissionais e os visitantes foram ainda presenteados com uma atuação do Coro […]