d'outras

Círculo Cultura e Democracia organiza conferência e oficina sobre agricultura familiar a 27 e 28 de abril

A agricultura familiar estará em destaque nas Conferências de Arouca promovidas pelo Círculo Cultura e Democracia. O que se entende por agricultura familiar? Será que só são rentáveis os modelos de maior dimensão económica ou a agricultura familiar também pode ser compatível com a modernização, mesmo no caso do minifúndio, como é realidade em Arouca? Como aproveitar a pluralidade dos sistemas agroflorestais existentes e ter as condições necessárias para o seu desenvolvimento? Estas e outras questões estarão em análise nos dias 27 e 28 de abril em Arouca.

A conferência “A agricultura familiar e as suas potencialidades de desenvolvimento”, com os engenheiros agrónomos Agostinho de Carvalho e José Ramos Rocha, como oradores, e moderação da engenheira Graça Almeida, da Cooperativa Agrícola de Arouca, está marcada para o dia 27 de abril, no auditório da Loja de Turismo de Arouca, às 21h00. A entrada é livre.

No dia 28 de abril, às 10h00, realiza-se uma oficina sobre recolha, limpeza e conservação das sementes tradicionais, com José Miguel Fonseca, agricultor. Esta oficina, que terá lugar no Museu Municipal (antigo mercado), com duração de cerca de duas horas, pretende desafiar os participantes a ganharem autonomia em termos de alimentação, aprendendo a identificar, recolher e conservar as sementes locais, dominar o ciclo completo da planta, permitindo assim a sua manutenção em vez da sua substituição por variedades híbridas generalizadas.

Agostinho de Carvalho, engenheiro agrónomo, professor jubilado, foi investigador do Centro de Estudos de Economia Agrária da Fundação Calouste Gulbenkian, conselheiro técnico principal da FAO e professor da Universidade do Algarve e do Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz. É um dos convidados da conferência. Tal como José Ramos Rocha, engenheiro agrónomo, que foi chefe de Divisão e diretor de serviços do Gabinete de Planeamento do Ministério da Agricultura. Atualmente é presidente honorário da União Mundial dos Mercados Grossistas e gestor de empresas.

José Miguel Fonseca, o agricultor que orientará a oficina, foi cofundador da Associação Colher para Semear, da qual foi dirigente até março deste ano.


d'outras - Abril 19, 2018

pub

Relacionados