Economia

João Rui Ferreira reeleito na Apcor

pub

João Rui Ferreira continua na presidência da Apcor – Associação Portuguesa da Cortiça, com sede em Santa Maria de Lamas, tendo sido reeleito, esta quinta-feira, para um terceiro mandato de três anos como presidente da estrutura, em representação da empresa Waldemar Fernandes da Silva SA.

“Suportar o sucesso alcançado nos últimos anos e responder à preferência de milhões de consumidores em todo o mundo, bem como todas as oportunidades que se têm aberto para a cortiça nos mais diversos sectores, é o grande desafio, e desafio de enorme responsabilidade, que se coloca a esta direção para o próximo triénio. A motivação é grande e vamos dar continuidade às ações de valorização da imagem da cortiça a nível mundial bem como apoiar a modernização e capacitação das empresas para dar resposta nas mais diversas áreas de atuação. Já na fileira florestal, daremos uma atenção redobrada a todos os esforços que privilegiem o desenvolvimento do montado de sobro, alargando a exploração a outras zonas do país”, referiu João Rui Ferreira, na tomada de posse.

O setor da cortiça está a viver um período de grande expansão e de reconhecimento internacional, mostrando claramente ser a preferência da larga maioria dos produtores de vinho em todo o mundo. Esta preferência materializa-se em aumentos médios anuais das exportações na ordem dos 4,5%, durante os últimos nove anos.

João Rui Ferreira é licenciado em Engenharia Química pela faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e especializado na Universidade Técnica da Dinamarca – DTU em extracção com fluídos supercríticos. É pós-graduado pela Escola de Gestão do Porto em Métodos Quantitativos de Gestão e, mais recentemente, especializou-se em política europeia e lobby no European Training Institute em Bruxelas.

É, desde janeiro de 2009, secretário-geral da CELiège – Confederação Europeia da Cortiça, e presidente da Apcor desde março de 2012, tendo já anteriormente feito parte dos seus órgãos sociais, entre 2005 e 2008, enquanto membro da direção. Neste período acompanhou de perto diferentes campanhas de promoção internacional, que tem tido continuidade na atualidade no sentido de levar a cortiça e os seus produtos a diferentes mercados no mundo.

Órgãos sociais eleitos para o triénio 2018-2020 

Direção:
Presidente: Waldemar Fernandes da Silva, S.A., representada por João Rui Ferreira
Vice-presidente: Jorge Pinto de Sá, Lda., representada por Jorge Mendes Pinto de Sá
Vice-presidente: Amorim Florestal, S.A., representada por Paulo Américo Henriques de Oliveira
Vice-presidente: Lafitte Cork Portugal, S.A., representada por José Manuel Nunes Pinto
Vice-presidente: A. Ferreira Pedro & Irmão, Lda., representada por Pedro António Borges Ferreira
Vice-presidente: Amorim Isolamentos, S.A., representada por Carlos Manuel Oliveira e Silva
Tesoureiro: Sá & Irmão, S.A., representada por Manuel Sá Azevedo
Vice-presidente: Sup. 3DC-Intelligent Nature, Lda., representada por Sara Matos Nunes
Vice-presidente Sup.: António Almeida Cortiças, S.A., representada por José Carlos Faria

Assembleia-Geral:
Presidente: Amorim & Irmãos, S.A., representada por José Manuel Ferreira Rios
Vice-presidente: Dimas & Silva, Lda., representada por Joana Alves da Rocha e Silva
Secretário: C.R. – Cortiças, Lda., representada por Rui José Soares de Almeida

Conselho Fiscal:
Presidente: Manuel Alves da Silva, Lda., representada por José Duarte Tavares da Silva
Vice-presidente: Granorte, Revestimentos de Cortiça, Lda., representada por Eduardo Sousa
Vice-presidente: Bernardino & Ferreira, S.A., representada por Pedro José Pinto Machado
Vice-presidente Sup.: Manuel Domingos Apura & Filhos, Lda., representada por António G. Apura
Vice-presidente Sup.: Corticeira Ataíde, Lda., representada por Tiago Alexandre Ataíde Pereira


Palavras-chave: , ,

Economia - Março 16, 2018

Relacionados

Rolha de cortiça vence na China

A cortiça foi a grande vencedora no Concurso Mundial de Bruxelas (CMB) 2018, já que dos 9.180 vinhos provados no evento, originários de 48 países, 95% estavam vedados com rolha de cortiça. Este que é considerado um dos maiores eventos mundiais ligados ao vinho, teve lugar pela primeira vez na Ásia e contou com um […]

Cortiça bate todos os recordes de exportações, 986,3 milhões em 2017, um aumento de 5,4%

Os 986,3 milhões de euros em exportações em 2017 é um recorde histórico no setor da cortiça. Um aumento de 5,4% em relação ao ano anterior. Os dados são do Instituto Nacional de Estatística (INE). Os números da indústria da cortiça não param de aumentar. Em 2016, já havia sido registado um recorde com 936,4 milhões […]

Quem anunciou a morte da rolha de cortiça enganou-se. A Forbes esteve em Santa Maria da Feira, visitou empresas, e escreveu um artigo

Os tempos mudaram. A rolha de cortiça teve a corda na garganta e muitos acreditaram que o seu fim estava próximo. Muito próximo. O século XXI começava e o presente da rolha de cortiça era bastante negro. As vendas desciam a pique e os vedantes alternativos – de alumínio, plástico e vidro – começavam a […]