Economia

Um ano, 16 toneladas escoadas

pub

Foi há precisamente um ano, a 1 de março, que o Arouca Agrícola reabriu ao público. Desde então, já escoou mais de 16 toneladas de produtos excedentários dos agricultores arouquenses. Os campeões de vendas são os produtos hortícolas. Neste primeiro ano, foram vendidos 11.294 quilos  de hortícolas. A fruta é o segundo produto mais procurado no Mercado Local do Arouca Agrícola com 4.643 quilos.

No que respeita aos produtos vendidos à unidade, o número também é significativo. Desde a reabertura do Arouca Agrícola foram vendidas quase mil dúzias de ovos e 732 produtos transformados, onde se inclui o vinho, o mel, as compotas, o licor, biscoitos e outros doces locais.

“A agricultura faz parte da nossa identidade. Com este projeto, quisemos, por um lado, possibilitar o escoamento dos produtos excedentários dos nossos agricultores, e, por outro, através da formação, da introdução de novas culturas, mostrar as gerações mais novas que a agricultura poderá ser uma opção de futuro”, refere a presidente da câmara, Margarida Belém. “É gratificante ver a vitalidade deste projeto que ainda tem chão para frutificar”, acrescenta.

Nascido em setembro de 2013, o Arouca Agrícola reabriu em março de 2017 com imagem renovada e com um conceito mais abrangente. A partir desta altura, houve um maior acompanhamento técnico e profissionalizado das produções agrícolas, formação de agricultores, ligação aos restaurantes, bem como uma preocupação maior em valorizar os produtos locais e em incentivar o aparecimento de novos produtos. Neste momento, estão integrados no Arouca Agrícola cerca de 80 produtores.

Este é um projeto da Câmara Municipal de Arouca, em parceria com a AGA – Associação Geoparque Arouca, Adrimag e Agrupamento de Escolas de Arouca. Atualmente, está a decorrer um ciclo de ações de sensibilização destinadas aos produtores arouquenses e ao público em geral.


Palavras-chave:

Economia - Março 1, 2018

Relacionados